segunda-feira, 11 de julho de 2016

Educar...

Educar e não transgredir a natureza pura.
Não desviar caminhos que ainda não foram 
percorridos...
Educar é não deformar um caráter ainda não
preenchido.
Educar é formação do amor concedido e não
explorado, ou cobrado.
É sanear vestígios das impressões e juízos  
preconcebidos...
Educar é dedicação de afeto sincero  não 
corrompido, é luz e vontade.
É querer regar sementeiras, é florir!
Educar é racionalizar o indivíduo, é poder  
ajudá-lo a se completar para o porvir...
Educar é assistir e acolher o mais íntimo 
gemido das dúvidas e esclarecer, iluminar!
Educar é simplificar, sem dar tudo pronto.
Educar é participar da construção divina 
de um ser.

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Poemas nossos...

Para cada olhar  uma visão diferente.
Para cada visão  uma miragem, uma 
ilusão...
No instinto, percepções de segredos
que se guardam nas almas, nas flores, 
nas estrelas, no mar...
Para cada olhar uma imagem distinta 
sobre a humanidade, e outras distorcidas 
por cansaços ou falta de conhecimentos.
Nos olhos, espelhamos essas imagens  e 
criamos novos temas, um verso, um poema...
Poemas são caminhos, e caminhos têm suas 
miragens, ou luzes na amplidão.
Poemas são poemas, e são detalhes que estão 
em nós...são reservas de amor adormecidas.