domingo, 30 de novembro de 2014

Barquinho...

"Um barquinho na água mansa, se balança e não 
se cansa"... Mas, quem nas tribulações da vida vai
mergulhar, sai mar a fora  nadando, não espera o 
barquinho afundar. Segue a linha do horizonte, vai 
o seu curso encontrar... E o barquinho, que na água
mansa  não se cansa de brincar, segue seu rumo nas 
chuvas, levando para longe o luar... Sempre  jogados
pelos braços de uma  criança. Não há remos, só desejos
de brincar! Balança,  não se cansa em balançar...
Contudo, no mundo adulto, já  não se pode remar!  
Cansados, estão surrados e  prestes a naufragar... 
Estão sem pureza, sem sorte, só velhice para alcançar!
Mas, a pureza da infância  nos barquinhos de papel, são 
viagens que não cansam. Se balançam, subindo às nuvens,
fazendo ondas gigantes,  fantasiando as ternuras que são 
trazidas do céu!



sábado, 29 de novembro de 2014

Natal...

Natal!O que está por vir será um dia
feliz,cheio de cores,enfeites, sorrisos!
Será como sempre foi...um brilho a 
mais de alegrias, um toque de paz 
que se deseja aos outros, um  abraço
cheio de emoções...uma festiva taça
derramando esperanças...um bolo , 
muitos amigos em volta,  a contarem seus
planos para o novo ano que se aproxima..
Ah! Natal, sempre  lindo e encantador!
Até as estrelas mais distantes chegam 
mais perto da terra para  espalhar seu 
amor! Natal deve ser dia de luz, ter o 
mais puro sentimento, é o dia de Jesus!

Chama...

Derreta o gelo, o pó, a solidão!
Derreta a  lágrima sentida,
a razão mais deprimida, a dor.
Derreta no charco da lama que
lhe é própria, as angústias, no
banho que te envolve o corpo...
Derreta as infrutíferas vezes que
tentou se fazer valer e foi dominado
pelo opressor.
Derreta o ácido  do ódio  com que te 
vingas e te torturas ! 
Só assim, com a paz retomada, com 
lucidez...derreta a cera, a vela que te
atormenta a campa, que te joga ao léu,
sem esperança, numa morte eterna...
Derreta com o sal da vida, com o teor 
do pensamento forte, e o medo, não ache
guarida...
Espalhe na chama, tua alma perdida, ouse 
buscar outros sóis e apaga de vez todo o mal!

terça-feira, 25 de novembro de 2014

Créditos...

No tempo exato, no limite máximo, tudo 
caminha e prospera!
No alvorecer, as sementes germinam e 
refazem os jardins, plantações e alimentos.
Na renovação do amor, os seres como nós,
vencidos pelo cansaço das tribulações, vamos 
nos conformando com os resultados naturais.
Lembrando que fomos feitos de carne e ossos,
não de "aço".
Contudo, no exato tempo onde a vida alcança,
até num olhar infantil... percebemos os 
créditos divinos a nosso favor,dando-nos coragem,
visão clara ,esperanças...
Portanto, nos doemos,confiemos e nos confortemos 
uns aos outros...sejamos faróis em mar de dores...
Apenas, sejamos nós!

As decepções

Não te decepciones se o teu passo é fraco,
se tua voz se cala...
O teu corpo é morada de luz e tua maior 
verdade é teu coração.
As decepções e contrariedades, são estacas 
doloridas aos sentimentos,mas, não podem 
atingir tua alma boa ,nobre...
As decepções fazem parte  de tua caminhada e 
evolução, a fim de visitar-lhe a pureza  e tua 
fé grandiosa.
Esperar na vida que segue, dia a dia, com paciência,
no repouso e com boa conduta, sinalizando as riquezas 
de luz e entendimento que ainda não se perderam...
Aguardar na paz  a renovação do amor, na certeza de 
que as decepções são molas para os impulsos do teu 
aprimoramento, e trarão vigor para tua personalidade 
real.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Me surpreendes...

Não é o que dizes que me faz pensar, é o que 
vejo...tua mansidão!
Não é tua forma estranha de me abordar, mas,
o jeito como dizes,como te interpreto,  o modo
como te pões à minha frente, sustentando tua 
estrutura  forte e confiante...
Teus passos firmes me concluem, antes mesmo  
que eu possa elaborar mais sonhos,mais saídas!
Meus avessos não me constrangem, porém me 
levam a te observar melhor,com mais atenção.
Me surpreendes nas tentativas em minar meu 
ódio e minha arrogância, quando me sinto frágil 
criatura, quando me esqueço em teus braços a 
esperar de ti o veredito...Sim, sou simplesmente
eu, desnudada, pálida e entregue aos teus pés...
Ao te ver assim, feito luz que embriaga , que me 
ama e me renova, à cada  engano e lágrima que
me sujeito, por saber que posso chorar em teu 
peito, sem conflito ou medo, posso adormecer, 
ressurgir feito "fênix", assim, das cinzas ainda 
quentes...pelas chamas das angústias sofridas.
É teu olhar severo e lúcido,  não o que dizes, mas, 
o que vejo!Me convences, me contornas em 
amorável censura, que me ensina e me transforma 
no que hora sou...simples criatura! Nascida do pó,
que ao pó voltou mil vezes para aprender a te ver,a
te amar e te conhecer ...Senhor,  sois todo o meu 
refúgio e minha síntese de fé...Sois o Cristo Jesus!

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Desejos...

Deseje, deseje sempre! Deseje sorte e amor!
Deseje um desejo forte, cheio de luz e 
resplendor...
Deseje junto com muitos desejos, o desejo de
servir, o desejo de saber, o desejo de sorrir!
Deseje entre tantos desejos, amanhecer mais 
feliz...deseje entre tantos sonhos, o desejo de 
aprender...
Desejos de humildade,  de verdade e de ação!
Desejos imaginários e desejos da razão!
Desejos de quando em quando... E deseje perdão,
com vontade e determinação...
A força do teu desejo, só  te trará claridades!
Portanto, deseje sempre, para todos que te rodeiam,
muita paz e harmonia, para ter  felicidades!

sábado, 8 de novembro de 2014

Obrigada  aos que estão lendo este  blog!



quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Amor...

O amor! Desde que se inventou essa  palavra doce,
tentamos experimentá-lo, tentamos compreendê-lo.
É um modo de nos sentirmos seguros, de sua real 
existência...Duvidamos ao nos depararmos com 
a ideia de que haja algo tão sublime, tão complexo 
e ao mesmo tempo, tão simples de se receber e doar...
No amor as asperezas se curam, as tristezas se apagam,
o nó na garganta se desfaz . Somos capazes de ir ao 
espaço sem nave, apenas flutuando nas experiências do 
seu efeito apaixonante...no seu perfume que acaricia a 
toda e qualquer ideia degenerada, no ódio, nas mágoas...
Ah,o amor!  No seu maior desvelo deixa marcas profundas 
de força e inspiração.
O amor tem um espetáculo, que lhe é próprio, que desconstrói 
qualquer arma de guerra!
Por tudo isso e muito mais, é que peço a Deus pela Terra, já 
que amor não nos aleija, e nunca será demais.
O amor é a arma divina, trabalhando a favor da paz!

domingo, 2 de novembro de 2014

Chove, chuvinha...

Vejam! Lá vem  pingos de chuva!
Já vem, molhando a secura, dando
frescura no ar!
Vejam! Agora sim ! Sem tristezas, nem
medo de tudo acabar!
Lá vem! Cheia de brilho!  Nos jardins,
a terra  agradece as flores, nascidas para 
encantar! Já vem, chuvinha manhosa! Que
finge não escutar. Se esconde, toda 
orgulhosa , diante dos  homens que choram e  
chegam a implorar... Chove, chuva! Sem 
parar, até que tudo refaça! E na sarjeta, água 
a rolar! Então... chove muito, que os passarinhos vão nas
poças se banhar! Chove, chove bastante! Para que São Paulo
elegante, possa de novo  sonhar, possa sorrir novamente
e sem  águas desperdiçar...
Chove, chuvinha linda!Seja de noite ou de dia,vem derramar
melodia ,nos telhados e  campinas! Depois de tudo regado,
mande bem posto recado, aos que são desavisados!Quão grande 
é o Pai Criador, que manda chuvas de bençãos e traz de volta 
 andorinhas, nas asas do seu amor!


sábado, 1 de novembro de 2014

Despedida...

Despedida é laço  que voa sem medida !
É lamento ansioso, por um retorno na partida 
de quem não quer ir...
Despedida é laço que afrouxa,deixando 
marcas em suas amarras, ruptura de uma vida!
Despedida  para  perto ou  longe... são as
lágimas perdidas, pois, ninguém se vai totalmente.
Pessoas, ficam nas lembranças, fixam -se em nossas 
mentes...
Despedida, é laço que voa,mas, que também prende.
É um olhar absorto numa porta,à espera paciente...
É esperar quem se ama, ser trazido de volta ,é ter 
vontade de abraço,é ter amor,esperar eternamente...
Despedida,é saudade que vem e vai, contando os dias 
e as horas da gente... despedidas são provisórias,
nunca serão para sempre...