quinta-feira, 31 de julho de 2014

O sal...

Na eternidade do dever cumprido, o sal  
justifica o infinito no equilíbrio da artéria...
O sal que conserva a carne, o mar que purifica 
em ondas de brancas espumas , o sol que entorpece 
de preguiça o caminhar, tudo é trincado em pedras, 
em sussurros de ventos, tudo em pó, formando areia 
fina...tudo em colorido vibrante,em céu azul...
O sal que conserva a carne, o peixe, o corpo nu...
O sol em doce alvorada de gaivotas, o cheiro de algas 
e de brisas soltas.
O pescador, o pão...tudo banhado pelas encostas dos 
destinos, feito hinos de amor ao Criador,o mar...

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Memórias cruas

Somos todos vítimas dessa grande
estrutura e no futuro nos serão
negados  qualquer ato de ternura,
se não deixarmos pagas, as contas da
escravatura e da mansidão covarde
dos que não conseguem ser heróis.
Sofreremos repetidos lances de
memórias cruas, do tempo em  que
a verdade se manifestava nua  e num
tempo que ciranda era coisa de criança
e os poetas ficavam encantados com a
lua...

Não vê...

Feito de rastros da soberba segue o homem.
Repudia todos os possíveis toques de amor e
ainda  dá-se  ao luxo de festejar vitórias, de
tripudiar...e como se não bastasse todo o seu
orgulho, escarnece dos que se comprazem no
bem.
Não vê, claro que não! Está enceguecido pela
grandiosidade do poder.
Feito de rastros da soberba, ri, se satisfaz  e
alimenta -se, enquanto com  tormentos de fome
e frio desgasta a outros, é a lei do mais forte.
Então, não é  por sobrevivência, mas por
egoísmo . Mira seu próprio ser revestido de  
vaidades.Nem por ignorância! Muitas vezes é
abarrotado de diplomas,tão pouco por modismos, 
mas ganâncias incontroláveis ...









Comprazer = ser agradável,deleitar-se(deliciar-se)
Soberba=  orgulho,presunção
Repudiar = rejeitar,repelir
Tripudiar =  sapatear
Escarnecer = fazer escárnio,zombar de
Orgulho = conceito elevado que alguém faz de si

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Tramas

Teci uma trama na linha do tempo,com
as cores celestiais...
Fiz pontos, que são únicos, com meus
próprios pés, fiz vários, fiz muito mais!
Me confortei nas linhas do horizonte,
vendo o Sol que bordava o amanhecer.
Tentei imitá-lo com o que sobrava dos
seus brilhos, e na minha pequenez, diante
do ouro que vem do alto  em forma  de 
bençãos, daquelas que surgem  no dourado
trigo, que faz o pão, que dá o abrigo...
Tentando criar novos caminhos, aproveitando
o calor do tempo, lamentei o orgulho com que 
a  falta de amor destrói  todo o mundo...
deformando e transformando  sementes no egoísmo,
e em  pálidos arrependimentos, ainda teimam, porém,
não desisti, olhei para os cristais das chuvas e
pude ver que a Natureza, de forma muda, limpa 
as asperezas.Ela própria,  cria novos rumos sem
esforço...então, tomei um atalho,  nessas águas que 
se avolumam e purificam, batizei minha alma na
amplidão do infinito, onde não mora nenhum aflito,
porque tem a presença de Deus...

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Permita-se

Deixe as estrelas te mostrarem caminhos!
Deixe que elas te guiem no infinito céu...
Siga a realidade no tempo que é investido
em si, presenteado pelo Criador!
Deixe as estrelas brilharem para sempre,
mesmo que já tenham morrido aos teus olhos.
Seus rastros ficarão marcando a escalada do
amor...
Deixe que as estrelas guiem teus passos na luz
infinita da vida,  feito faróis eternos, que elaboram 
o que é belo e verdadeiro em ti! 
As coisas que te assombram a paz, deixe ir...

sexta-feira, 4 de julho de 2014

A dança...

Há várias danças diferentes,em 
quase todo o continente,  as que 
libertam a alma e as que te envergam
lentamente...
Mas há um tipo de dança, que cansa
os meus pensares...
É aquela que balança  os sentidos da 
mente.
Fatos que jorram virtudes e fatos que
fluem em serpentes, quando atingem a si 
mesmos, não dançam suavemente.
Ouvindo o ritmo das flautas, que tocam 
alegremente, surge a dança do espírito
perfumando os ares da gente.
Existe a dança das cadeiras, dos que
dançam em volta e sentam, buscando o
brilho das prosas, e tentando ser 
veementes*...
Contudo a dança das danças, é aquela no 
invisível, quando os anjos batem suas asas
para tudo o que é impossível!



*veemente =forte,enérgico,vigoroso.
veemência = qualidade de veemente;eloquência
*eloquência= faculdade de falar ou escrever de forma
agradável...